Tiago Moron

colab.

Academia 360

ESPECIAL PUBLICITÁRIO

7 Dicas Simples de Networking para Você Gerar Oportunidades em um Evento

Como abordar pessoas em um evento com técnicas fáceis de serem aplicadas

Imagine a seguinte situação.

Você está saindo de sua casa pra caminhar um pouco. Quer pensar na vida, pensar no andamento de seu negócio, dar aquela arejada na cabeça. É de manhã, o ar está fresco e mais puro que o normal, o sol está começando a dar o ar da graça, o dia está perfeito. Não tem muitos carros na rua, os vizinhos ainda estão entocados em suas casas. A rua é toda sua. Você caminha então por uns dois quarteirões e avista um total estranho que vem em sua direção. A pessoa se aproxima de você, cumprimenta e então te pergunta: “Qual é a sua história?”.

Uma pessoa normal (e espero que você seja uma dessas) no mínimo acharia a situação um bocado estranha ou pensaria não ter entendido a pergunta. Outras pessoas (tipo eu) jogariam o que estivessem segurando em suas mãos para o alto e sairiam correndo.

Certo, vamos mudar o contexto um pouquinho...

Agora você está em um evento corporativo, do universo de marketing digital. O melhor do ramo: Seven Summit. Acabou de passar por duas palestras maravilhosas de uns 45 minutos cada. Está atordoado de tanta informação. Existe um turbilhão de idéias acontecendo em sua cabeça (o Seven é assim mesmo...), o MC do evento anuncia então uma pausa de 20 minutos para o “pipi time” e o cafezinho, afinal ninguém é de ferro (traseiros já começam a ficar quadrados nesse momento).

Você sai da plenária e se dirige para o espaço do coffee break. Serve-se então de algumas guloseimas e pega aquele café quentinho, feito na hora. Momento delicioso. É aí que um total estranho chega próximo de você, munido de um cafezinho também, te cumprimenta e então pergunta: “Qual é a sua história?”.

Agora a coisa mudou de figura.  Uma pessoa do mesmo universo de negócios que o seu fez uma pergunta interessante. Dá pra sentir seu peito se encher de orgulho pra responder. Você começa então a contar suas conquistas e como chegou até ali. O estranho admira sua história e começa a pincelar a dele. Logo, ele já não é mais tão estranho assim. Conexão mágica gerada com apenas uma pergunta. O cafezinho rendeu.

Bacana, né? A estratégia que o estranho usou pra te abordar é uma das dicas listadas nesse artigo. Networking é uma arte para poucos, e como toda arte, deve ser aperfeiçoada e polida a todo momento.

Vamos lá, então? Nesse artigo você vai aprender:

  • Como gerar conexões duradouras em um evento
  • Como fazer a pergunta certa durante uma abordagem
  • Como continuar o networking após o evento

Dica 1 – A pergunta certa pra iniciar uma conversa

Existem muitas abordagens pós “Olá, tudo bem?” quando você inicia um processo de Networking com alguém em um evento, mas nenhuma é tão poderosa quanto à pergunta “Qual é a sua história?”. Essa mesma, do começo do artigo.

Instigar uma pessoa a contar sobre a vida dela é muito mais interessante do que questionar sobre o que ela faz ou onde trabalha. Quem não gosta de se promover?

A pergunta simples, além de dar aquele choque inicial por não ser uma pergunta corriqueira, abre um amplo espaço para quem vai respondê-la, não necessariamente prendendo a pessoa questionada ao mundo dos negócios. Faça o teste.

Depois que perguntar, deixe a pessoa à vontade pra contar a história dela e aguarde o momento certo para começar a contar a sua. Seja sempre um bom ouvinte. Identifique o momento chave e conecte as histórias ao seu negócio (ou ao negócio da pessoa com quem está conversando). Dependendo das necessidades que aparecerem, uma parceria pode surgir. Ponto pra você!


Essa dica vale também pra abordagens nas baladas da vida, mas isso
é assunto pra outro tipo de blog...

Dica 2 – Geração de Rapport

Que diabos é isso? Quem é da área comercial já deve ter ouvido essa palavra. Pronuncia-se “Rapoúr”. A palavra vem do Francês (rapporter), então não se esqueça de fazer biquinho quando for pronunciá-la.

Você já vivenciou isso em uma fila de supermercado ou até mesmo quando pegou um Uber, pode ter certeza. Trata-se de se conectar empaticamente com outra pessoa, de gerar sintonia.

Sabe quando aquele senhorzinho na fila enorme de algum lugar começa a tentar puxar assunto com você (sempre tem um senhorzinho em alguma fila) e de repente algum assunto te chama a atenção? “O tempo hoje está muito quente”, “Esses nossos políticos de hoje em dia..., “Os preços estão muito altos” (normalmente é alguma reclamação, as pessoas adoram reclamar). Então, isso é Rapport.

Mas não necessariamente precisa ser uma reclamação. Pode ser qualquer assunto que gere uma conexão. Falar sobre gostos pessoais como séries, filmes ou até mesmo falar sobre uma situação que envolveu um de seus filhos (se você tiver filhos... não vale inventar). Se o ouvinte também for pai como você, certamente se identificará. A ideia é gerar uma sintonia entre ambas as partes.

Percebe como isso acontece normalmente no nosso cotidiano? Só que as pessoas sequer percebem.

Agora imagine você conseguindo identificar uma oportunidade de gerar Rapport em uma abordagem durante um evento. Ferramenta poderosa, não? Depois é só conectar com a dica 1 desse artigo. Vai ser sucesso!


“Rapport”, vem do francês “Rapporter”, que em português significa “Rapport”

Dica 3 – Pedir conselhos para o seu negócio

Nada gera mais empatia e conexão quando um pedido de ajuda entra em cena. Tratando-se de conselhos para negócios isso não é diferente.

Quando abordar alguém em um evento, peça conselhos para problemas reais que aconteçam em seus negócios.

Pessoas adoram auxiliar outras pessoas (pelo menos boa parte delas). Principalmente se forem colocadas em um patamar de especialistas sobre determinado assunto. Além do mais, se a pessoa se identificar com sua dor por já ter sofrido das mesmas causas, vai te auxiliar de bom grado. Eu ouvi um “Rapport” aí?

“Você parece entender bem sobre esse assunto, pode me ajudar? Estou tendo problemas e não sei bem por onde começar...”  

Fato: homens no geral possuem certa resistência ao pedir conselhos a outros homens. (#meidentifiquei). Em momentos como esse é bom repensar essa atitude, quebrar barreiras para não perder uma boa oportunidade de conexão.

Dica 4 – Relações de Ganha-Ganha

Se estamos falando sobre Networking em eventos, estamos falando de troca de valores, onde todos os envolvidos devem ganhar. Não basta você tentar conseguir benefícios sem oferecer benefícios também.

Compreenda a necessidade do outro e tente auxiliar de acordo com a capacidade que seu negócio tem a oferecer. Não faça promessas que não possam ser cumpridas ou que venham comprometer sua parceria futuramente. Parcerias sólidas se baseiam em mútua confiança.

E com absoluta certeza, avalie o que você vai receber em troca. Tem que ser bom pra você também.


Presta atenção nesse desenho horrível, você tem que focar nos dois sorrisinhos do último quadrante.

Dica 5 – Quantidade x Qualidade

Não adianta sair coletando cartões de visita ou anotando telefones de todos os que você encontra pela frente durante os intervalos do evento. Quantidade não significa qualidade.

Identifique se a pessoa com quem está trocando informações faz sentido de alguma maneira dentro do seu negócio ou vice-versa. Analise se pode vir a ser uma parceria sólida. Você não quer dores de cabeça no futuro.

E não se preocupe se não conseguir muitos contatos durante o evento. Apenas uma boa parceria gerada e você já saiu ganhando.

Dica 6 – Não fale mal de seus concorrentes

Ninguém gosta de uma pessoa que fica falando mal de outra. Sendo assim, durante o processo de Networking evite falar mal de seus concorrentes.

Não pega bem e a outra parte pode te ver com ressalvas.  Sem falar que o mundo dá voltas e o seu concorrente pode vir a ser um parceiro no futuro.

De inimigos já bastam os impostos.

E se o assunto vier à tona pelo outro lado, diga que você vê o concorrente como alguém que esta ajudando você a cumprir sua missão.


Lao Tsé, esse velhinho batuta aí, disse pra manter os concorrentes sempre por perto.

Dica 7 – O Networking não acaba no evento!

Mantenha contato! De nada adianta você conversar com dezenas de pessoas, criar conexões, gerar oportunidades e depois abandonar tudo no dia seguinte. E acredite, muita gente faz isso.

Quando abordar pessoas em um evento, certifique-se de memorizar e depois anotar ao menos o nome dessas pessoas. Com apenas o nome você já consegue encontrá-la em redes sociais e dar sequências em suas interações. Quem é visto, é sempre lembrado (alguém importante disse isso, mas não me lembro quem).

O Networking em um evento é apenas o começo. Cabe a você manter essa porta aberta se quiser agarrar oportunidades futuras.

Conclusão

Pessoas são complexas por natureza. Chegar invadindo o espaço delas de qualquer maneira pode não vir a ser uma boa idéia.

Reflita sobre as 7 dicas acima e tenha certeza de utilizá-las adequadamente durante o processo de Networking em um evento. Entenda que nem sempre você vai acertar em suas abordagens. Trata-se de um jogo como qualquer outro. Com o tempo, a coisa vai ficando mais sólida e você passará a agir naturalmente em cada situação.

Se quiser começar a treinar de alguma maneira, recomendo uma visita ao evento do Seven Summit. Lá você vai encontrar pessoas iguais a você, que estão buscando crescimento no mercado digital e parcerias valiosas. Quem sabe a gente não acabe se encontrando por lá e eu te pergunte: “Qual é a sua história?”

Tiago Moron

Academia 360

Formado em Ciências da Computação, com apenas 37 anos (praticamente no alvorecer da vida) esse rapaz é curioso de Marketing Digital, Filosofia, Música e Literatura em geral.

Qual foi o seu insight lendo este artigo? Compartilhe com a gente:

Artigos relacionados:

COMPARTILHE ♡

Continue aprendendo com os nossos cursos:

Curso Primeira Venda

Conseguir realizar a primeira venda é um marco na vida de todo empreendedor, e foi pensando em te auxiliar a alcançar esse objetivo que a Academia 360 elaborou um curso especial, o Primeira Venda.

Guia Básico para Atrair Clientes

Prepare-se para conhecer um método infalível de vender mais todos os dias através da internet e gerar novos clientes. Com aulas simples e didáticas, você vai aprender o caminho mais rápido para entrar em campo e atrair o público comprador.

TAGS TODAS AS TAGS

MATERIAIS RELACIONADOS

No items found.

DEIXE SEU COMENTÁRIO:

ENDOSSADO POR

Automação de Marketing

Já pensou como seria criar um sistema que fizesse o serviço de comunicação pesada enquanto você cuida de outras prioridades? Nosso mestre Dan Palmieri ensina como automatizar o envio de e-mails e atingir clientes de uma maneira diferenciada.

Box Resultado Imediato

Direto ao ponto e sem longas teorias, Maxsuel Inicius é o especialista convidado pela Academia 360 para te ajudar a ter resultados incríveis no seu negócio online com o método que desenvolveu, o do Zero à Escala. Confira tudo que você vai aprender!

Criação de Produtos Digitais

Conheça toda a base inicial para criar não apenas um, mas um mix de produtos a partir da sua ideia. Aprenda a identificar as oportunidades, a estruturar o conteúdo, quais são os modelos de produtos e de precificação, além de bônus especiais. Confira!

ESCUTE O POSTCAST DESTE ARTIGO: